CAC: Custo de Aquisição de Clientes – você sabe o que significa?

O CAC (Custo de Aquisição de Clientes) te diz quanto custa conquistar um cliente na sua imobiliária. Saiba se a sua operação está saudável!

Muito se fala sobre tornar a operação escalável e saudável para crescer. É provável que a sua imobiliária também tenha esses pontos como objetivo, certo?

Dessa forma, é fundamental dominar e calcular o CAC – custo de aquisição de clientes. Neste post vamos te mostrar o que é essa métrica, porque ela é importante para a sua imobiliária e como você pode calculá-la e otimizá-la.

Em suma, o CAC é muito utilizado pelas áreas de Marketing e Vendas. Ele te mostra quanto a sua imobiliária está investindo para conquistar cada cliente.

Por que é importante calcular o Custo de Aquisição de Clientes?

Dificilmente você saberá se a sua operação está trazendo lucro se você não souber o seu CAC.

Com toda a certeza, ter em mente esse número te ajuda a entender quanto custa cada cliente e, consequentemente, traz o direcionamento de quanto os clientes precisam trazer de receita para que a sua empresa tenha lucro.

Além disso, o CAC é uma métrica que conversa diretamente com o LTV. Caso você não saiba o que é LTV, aguarde os próximos capítulos pois falaremos no próximo post e vídeo em nosso canal do YouTube. 😉

Como calcular o CAC

Primeiramente, para descobrir em quanto está o seu Custo de Aquisição de Clientes, você precisa pegar todos os investimentos que faz em Marketing e Vendas e dividir pelo número de clientes adquiridos.

Sobretudo, contabilize apenas os investimentos diretos para trazer clientes. Ou seja, descarte a sua verba dos setores financeiro, administrativo, custos com estrutura (como água e luz) e etc.

Tipos de investimentos diretos na aquisição de clientes

Marketing

  • Salários e encargos da equipe de Marketing
  • Tráfego pago (como Facebook Ads e Google Ads)
  • Ferramentas (RD Station, SEMRush, etc)

Vendas

  • Salários, encargos e comissionamentos da equipe de vendas
  • Ferramentas (como CRM’s, ferramentas de telefonia…)
  • Combustível dos corretores (no caso de visitas de imóveis)

Exemplo prático

Supomos o seguinte cenário: a sua imobiliária investe em média R$ 30.000 por mês em Marketing e Vendas. No mesmo mês, foram fechados 15 negócios.

CAC = R$ 30.000 / 15 negócios

CAC = R$ 2.000

Ou seja, para conquistar um cliente, você gasta em média R$ 2.000.

”Mas isso é bom ou ruim?” você pode estar se perguntando.

E a resposta é: depende. Sem dúvida, é importante você ter um norte para verificar se o seu CAC está bom ou precisa melhorar. No entanto, é preciso sempre entender cada cenário e contexto de mercado.

Existem empresas que têm um CAC de R$ 50 mil, R$ 100 mil, ou até mais. Parece muito, não é? Entretanto, essas empresas podem ter um LTV muito maior que o seu CAC, comprovando assim a lucratividade. Por isso, sempre acompanhe e relacione essa métrica junto com o LTV e outras métricas importantes como ROI e Taxa de Conversão.

Fundamental: CAC para captação de imóveis

No mercado imobiliário, é essencial mensurar o CAC para captação de imóveis/proprietários. Existem vários exemplos de imobiliárias que tinham um CAC muito alto e reinventaram seus processos, trazendo mais eficiência para a operação.

Reinventar processos não significa cortar gastos – pelo contrário. Você pode ter uma equipe mais eficiente através das estratégias e ferramentas certas.

Banner Estratégias de Captação

Para calcular o Custo de Captação, segue a mesma lógica dos exemplos acima:

Custo de Captação = Investimentos no setor de captação de imóveis / número de imóveis captados

Exemplo prático

Imagine que você investe R$ 20.000 em captação por mês. Isso inclui: salários e encargos da equipe, combustível para visitar os imóveis, ferramentas, telefonia e etc.

Com isso, seu time consegue captar 20 imóveis por mês.

CAC = R$ 20.000 / 20 imóveis captados

CAC = R$ 1.000

Novamente, é bem relativo esse valor ser alto ou baixo. Depende de cada operação e do retorno que você tem com aquele imóvel captado. Sem dúvida, otimizar recursos e fazer mais com o mesmo ou mais com menos, é ótimo.

Portanto, a Captei pode te ajudar a reduzir o Custo de Captação com as nossas estratégias. Conheça o caso da Brognoli, que diminuiu seus custos em praticamente 50% utilizando o Marketing de Indicação.

Dicas para otimizar o Custo de Aquisição de Clientes

Primeiro, compare o CAC com o seu LTV. Caso o CAC esteja muito próximo do LTV trazendo pouca lucratividade, coloque no papel tudo o que você investe hoje na aquisição dos seus clientes.

Para revisitar o que pode impactar na diminuição dos custos, separamos alguns fatores:

Ferramentas

Já que existem tantas ferramentas disponíveis no mercado para ajudar a facilitar o trabalho diário, que tal explorar as possibilidades?

Hoje em dia as tecnologias permitem a redução de custos. Por exemplo, o Marketing de Indicação é uma estratégia que possui um painel completo para gerenciar indicações de imóveis. Com toda essa solução, é possível captar imóveis sem sair do escritório – reduzindo os custos de captação.

Muitas empresas também adotaram a assinatura digital, que descartou o fato de ter que se deslocar até o cartório para reconhecer firma – agora o cliente pode assinar os contratos de qualquer lugar.

Acompanhe o ROI

O Retorno sobre Investimento (ROI) é outra métrica muito importante para acompanhar. Isso porque analisando o ROI, você consegue ter noção do que te traz mais retorno e do que não traz tanto.

Dessa forma, há a possibilidade de focar os investimentos no que mais traz resultado e cortar aqueles que não estão fazendo sentido.

Aperfeiçoe as taxas de conversão

Dentro do funil de vendas, é possível metrificar as conversões em cada etapa. Se você conseguir melhorar as suas conversões, estará aproveitando melhor os recursos investidos.

Para saber mais como aperfeiçoar as taxas de conversão, clique aqui.

Se esse conteúdo fez sentido para você, que tal compartilhar com outras imobiliárias que você conhece? 😊

Ah, e não esquece de se inscrever na caixinha aqui do lado deste post para ficar por dentro de todas as novidades do blog!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ebook como parar de perder vendas e locações

Siga nas redes sociais

últimas notícias

Assine a news Ok, captei!

Novidades da Captei e do mercado imobiliário.

Conteúdo relacionado

Veja também

Equipe da Captei comemorando o selo GPTW.

Selo GPTW: a Captei é um Ótimo Lugar para Trabalhar!

A Captei novamente foi certificada como um Ótimo Lugar para Trabalhar através do selo GPTW (Great Place to Work). O selo não é apenas uma formalidade, mas sim a consequência da valorização de pessoas que temos aqui na Captei desde sempre!
Confira!